tony monti eXato acidente

leio, escrevo e apago




  • três coisas que eu
    gosto - infantil -
    (2013)


    Capa de eXato acidente
    eXato acidente
    (2008)



    Capa de o menino da rosa
    o menino da rosa
    (2007)




    Capa de O Mentiroso
    o mentiroso
    (2003)





  • e-mail do Tony:
    monti1979 arroba gmail ponto com



  • Arquivos

o autor

óculos 

 Tony Monti é autor de (1) O Mentiroso (contos, 7Letras, 2003), que ganhou o Prêmio Nascente (USP) em 2002, (2) o menino da rosa (contos, Hedra, 2007), (3) eXato acidente (contos, Hedra, 2008), que foi editado com apoio do PAC (Secretaria da Cultura do estado de São Paulo) e (4) Três coisas que eu gosto (infantil, SM, 2013), finalista do Prêmio Jabuti.

Participou de diversas coletâneas, entre elas Geração zero zero: fricções em rede (Língua Geral, 2011), que reúne contos de alguns dos principais escritores brasileiros que estrearam na literatura nos anos 2000.

Formou-se em Letras na USP, onde também fez mestrado e doutorado em Literatura Brasileira. Dedica-se ao estudo de textos em prosa do século XX e XXI, do Brasil e do exterior. No mestrado estudou Clarice Lispector e, no doutorado, Rubem Fonseca.

4 Respostas to “o autor”

  1. gisele said

    Oi Tony!
    Que bom saber que você abraçou a literatura e já segue com ela há tanto tempo!
    Abraços,
    Gisele

  2. AnaP said

    oi querido!!
    tava passeando pela net, procurando coisa nova e boa para ler e lembrei do meu maior amigo escritor. gostei muito do novo blog e fiquei muito curiosa para ler os livros novos ( para mim). vou procurá-lo em alguma livraria já que pela augusta tá difícil d’eu aparecer.
    mês que vem, no primeiro dia de Virgem, minha pequena Joana de olhos azuis chega ao seu primeiro, longo, e trabalhoso ano de vida. Ainda bem que a gente cresce e esquece como é difícil ser bebê. Nem livre docência daria conta de tanto aprendizado: nascer-chorar-mamar-chorar com lágrimas- comer sabor doce-amargo-azedo-sentar-engatinhar-ficar em pé segurando na barra das calças de alguém- falar um idioma próprio e desconhecido de todos-bater palminhas-apontar com o dedinho gordo indicador- dar tchau… e a grande defesa de tese de um bebê: caminhar ( por enquanto ela ainda está se qualificando!). ufa!
    vou enviar um convite para você. festa é sempre festa, principalmente se tiver brigadeiro.
    esteja bem.
    saudades e amor imensos…
    AnaP

  3. tonymonti said

    Oi, Wilson, respondi no seu e-mail.
    abraço,

  4. Olá, Tony.

    Em julho de 2007, publiquei um livro de 100 micronarrativas, o “Sem contos longos”. Desde então tenho procurado contato com autores de minicontos e adquirido livros afins.

    Este seu ” O menino da Rosa” é desse gênero?

    Forte abraço.
    Wilson Gorj
    wilsongorj2507@itelefonica.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s